4 de fev de 2009

In sanidade

Na disparidade entre os sentires,
prefiro dissolver-me
ao longo das andanças e percalços
de minha história.
Rarefaço plúmbeo céu incorporando,
em seus arranjos e harmonias,
saborosas cores.
Amainara a carga de melancolia:
impulso à formação de novos olhares
-pequeno resto da mim.
Um grito que chega ao silêncio,
da sanidade com a despirocação
para preencher os buracos da vida, tantos, imensos.
Coloco para fora a língua e sinto o gosto do sol.
por kelen cristina

Nenhum comentário: